quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Teoria, Tecnologia e ensino.

A evolução do ensino da geografia contou, sem resquícios de dúvidas, com o auxilio, tanto das teorias como das tecnologias, que se desenvolviam de acordo com o nível de discernimento do homem sobre a terra, seus fenômenos e da sua evolução social através da grande lacuna temporal existente entre o homem pré-histórico e o homem moderno.

Mas, analisando esse processo de evolução do ensino da geografia podemos identificar uma dependência da teoria geral da ciência em relação ao desenvolvimento de tecnologias em vários setores da sociedade, exatamente pelo fato de que a teoria geográfica, por se estabelecer em uma área cientifica que aborda relações humanas com o espaço e os processos gerados nesse embate, necessita do desenvolvimento contínuo da sociedade e de tecnologias que simplifiquem o entendimento dos fatores que rodeiam a dinâmica entre as questões relacionadas ao espaço e a ação humana nos sistemas educacionais existentes na sociedade.

Certamente, podemos considerar como de fundamental importância a aliança entre a teoria e as tecnologias na evolução do ensino da geografia, mas é inegável que o desenvolvimento das relações sociais em todos os seus pólos, e conseqüentemente o impulso de um desenvolvimento tecnológico atrelado a essa evolução, agregou mais possibilidades para permitir o desenrolar das teorias e criou novas dimensões para a criação de novos aportes teóricos que somente puderam se desenvolver, em sua plenitude, com o avanço das tecnologias.

Dito isto, não podemos idealizar um avanço do ensino da geografia usando somente a teoria, desprezando o uso da tecnologia, pois a utilização desses mecanismos modernos podem equalizar e simplificar o processo de ensino e levar aos alunos outras possibilidades, além apenas das que estão embutidas na teoria.

Produção texutal do prospecto do encontro Nº 05/08 da disciplina de Técnologias Educaionais - GEOGRAFIA - UERN

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Deus Homem

Os homens, mesmo sendo apenas simples criaturas como todas as outras que existem sobre a superfície terrestre, ao longo da historia, sempre quiseram igualar-se a deus (entendido como um ser supremo) de qualquer forma, tanto através da veneração a sua imagem como ser supremo e com capacidade de fazer o impossível e também com feitos milagrosos de seres que detinham poderes extremos e diferenciados dos demais homens. Essa vontade de se tornar uma divindade passou por diversos ciclos históricos e incrivelmente, os objetivos a serem alcançados com o status de um ser divino e poderoso, continuaram praticamente os mesmos, se distanciando de todo o ritmo evolutivo de todas as esferas que envolvem a sociedade humana.

As regalias de ser considerado um deus ou então um enviado dos deuses são praticamente as mesmas na antiga mesopotâmia, nas civilizações antigas como a egípcia, a chinesa, a grega, a romana e a asteca, passando também pelo período histórico em que foi escrito por Mary Shelley o romance de teor gótico “Frankenstein; or the Modern Prometheus” em que um cientista conseguio dar vida a um monstro com 7 partes de 7 homens que acaba matando o seu proprio criador de maneira trágica, até os dias atuais da conjuntura tecnologica e capitalizada aplicada aos modos de vida da humanidade, principalmente na cidade de Mossoró, onde esse movimento é identificado com muito mais facilidade do que em outras partes do mundo.

Analisando isso friamente, podemos identificar algumas vantagens de ser um deus sobre os outros homens hoje em dia na região em que se situa a cidade de Mossoró. Seriam elas, a de poder dominar uma prole de servidores dispostos a fazer tudo que voce pedir a qualquer momento, obter riquezas imensuraveis atraves da cobrança de impostos abusivos das prostitutas, dos ladrões, dos bares, dos comerciantes sonegadores, das casa de jogos de azar e da exploração e acumulação do petróleo extraido do solo cheio de dinossauro e florestas velhas mofadas que viraram uma substancia energética, luxar nos modos mais ponposos e esbanjadores que podemos imaginar jogando baralho e sinuca sem nunca perder, beber e nao ficando bebo, queimar notas de dinheiro de grande valor em cinzeiros de ouro e prata apodiense, nos deleitar com oferendas diversas, que no caso de um deus mossoroense ia ser muito queijo de coalho, cabrito vivo, leite direto da vaca pé dura, uns litro de mel de abelha jandaira, italiana ou africanizada, doçe de leite ou de goiaba, castanha e suco de caju, machice e feijão verde com umas espigas de milho na epóca do são joão, farofá d’água, bolo de fubá, paçoça de carne seca, camarão branquelo de viveiro, vários litro de diferentes tipos de cachaça de cabeça, iji maria ia ser bom viu eahuaeu, milhares de quilos de sal grosso ou refinado, virgens pacatas e inocentes para sacrifício (isso é impossível, temos que anular isso), enfim, isso e muitas outras coisas é o que um deus poderia tirar de vantagem hoje em dia sendo consideraso assim na região em que se situa Mossoró, sera que ia ser dificil viver assim? Imagino um banho em vários litros de mel de jandaíra, o porcaria do caralho!!! A Deus buceta da porra!!! auhaeuh

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Emoçao?

O Burralho está muito emocionante ultimamente. Repleto de fantasias melódicas, estórias retrogradas, verdades obscurecidas por palavras discretas, introdução de realidade pessoal no meio de mentiras descomunais, e assim por diante. Mas é isso mesmo, a emoção também faz parte da vida cotidiana e temos que alimentá-la, pois, sem ela, nós certamente perderemos muitas características que nos fazem diferentes dos outros animais, voltando a agir somente por instinto, sexual, de sobrevivência, e de proteção, ae ia ser um fulerage da porra.

Dizem por ae que a emoção é uma perturbação ou variação do espírito advinda de situações diversas, e que se manifesta como alegria, tristeza, raiva, etc.; abalo moral; comoção. Tendo por base esse principio de emoção, podemos imaginar a humanidade sem a emoção e pensar em várias indagações.

As coisas seriam mais complicadas ou mais fáceis ou não íamos nos preocupar com porra nenhuma mesmo? As pessoas iriam se matar mais, com mais crueldade, ou apenas iriam cutilar ou atirar nos pés das outras com mais freqüência só pra tirar uma onda? O ato sexual iria se realizar apenas para reprodução ou iria ser feito indiscriminadamente sem pudor e sem vergonha em todas as partes de maneira descontrolada, sem proteção e com relações incestuosas e imorais? As pessoas iriam continuar se importando com quem ganha o titulo de campeão da formula 1 ou iriam quebra tudo porque não gostarem do barulho ensurdecedor dos carros? Os pasteis das padarias iriam ter mais queijo ou mais carne, ou não ia ter mais recheio, já que tem muito pouco mesmo? A Pitú iria acabar ou aumentaria o consumo e o teor alcoólico dela para custar mais caro ficar bebo e sentir alguma emoção pra botar boneco nos bares e calçadas das cidades e zona rural? Os celulares iriam ser mais amigos das pessoas do que as outras pessoas, ativando os modos programados de “sexo falado”, “confidente tecnológico”, “massageador de ego”, “amigo em todas as horas” e “escutador de besteira de bebo” ? O dinheiro teria muito mais importância ou seria rasgado e queimado aos montes juntamente com as instituições financeiras especulatórias? O burralho iria entrar em colapso e seus integrantes iriam se teletransportar para uma nova civilização arcaica ou ele e seus integrantes iriam continuar a batalha pela gênese mentirosa e difamatória de seus ideais? É coisa d+ pra pensar uhaeuhe!! Ta bom.

Estamos crentes, que as respostas para esses questionamentos, somente serão conhecidas em um futuro distante com o avanço sistemático da civilização. Não podemos imaginar muitas coisas, mas esse tipo de modo de vida humana, em que a raça chegará a um ponto onde não mais sentirá nenhum tipo de modificação neural ao se deparar com situações inesperadas, sem gerar emoção e sem criar expectativas nos levará a apenas dois lugares. Ou a um grande cataclisma social ou a um avanço da espécie de modo robótico. Isso é bastante preocupante ne não? Ahaeuheu!! Mas nossa geração não deve se preocupar, pois o caraio do cataclisma social ou do avanço robótico de espécie, ira acontecer quando nos e nossos filhos e neto já tiverem virado presunto sem gordura e sem líquido. Ae babau!

domingo, 26 de outubro de 2008

Victor Vader History

Após longos anos trabalhando como um escravo em escavações, garimpos clandestinos, em busca de pedras preciosas nos locais mais deploráveis do estado de Minas Gerais. Victor Vader escapou da morte ao refugiar-se em um monomotor onde estavam sendo transportados sacos de açúcar mascavo, fumo de rolo e litros de cachaça que seriam vendidos ou trocados por alguma mercadoria em pequenas aldeias, cidades, vilarejos, muquifos, favelas, terrenos baldios e por assim vai, em algum lugar do território Mineiro.

Passaram-se algumas horas de viagem e o monomotor foi envolvido por uma nuvem escura e espessa impossibilitando assim a visibilidade. Estrondos, ruídos e uma onda eletromagnética chocou-se violentamente contra o monomotor matando quase toda a tripulação ( 2 bodes, 4 galinhas, um cachorro véio magro, uma rapariga manca, o piloto e Victor Vader). Alguns minutos se passaram e Vader ao recobrar a consciência percebeu que era o único sobrevivente e foi obrigado a fazer um pouso forçado em terras Mossoroenses.

Seu instinto de sobrevivência era extraordinário, mesmo tendo passado grande parte de sua vida, recluso em um templo Shaolin onde aprendera artes marciais e técnicas de sobrevivência nos ambientes mais inóspitos imagináveis , jamais imaginaria que sobreviveria a esse pouso forçado.

Tempos depois, alguns dias após o incidente ele conseguiu trabalho.Trabalhou em diversas áreas: Flanelinha, pintor, artesão, mecânico de automóveis, vendedor de pipoca, açougueiro, Fuzileiro, cantor em tardes de bingo, cobaia do Centro de Pesquisas Termonucleares de Tecnologia Nanocelular Anti Terrorista Mossoroense ( CPTTNAT ), agricultor, Porn Actor, Inspetor de Solda e por aí vai...
Casou-se com uma linda morena (e continuam juntos até q a morte os separe) e com ela teve um maravilhoso filho.
Ele havia adquirido um vasto conhecimento nas mais diversas áreas, mas para sua grande descoberta, não foram necessárias horas de pesquisas em livros ou internet, muito menos se integrar a alguma instituição de Ensino, ou de pesquisas...Ele havia descoberto um local onde ele se tornara indestrutível, inatingível, invisível aos olhos dos invejosos, ele havia descoberto também uma forma de parar o tempo.
Ahhh vocês querem saber que local é esse e como parar o tempo não é mesmo?Pois vou lhes contar.

Vader havia descoberto que ao olhar nos olhos de seu filho, ele se tele transportava para um local onde ele se esquecia de todos os problemas, nesse local, era somente o filho e ele, ninguém mais, nada podia atingi-lo. E para parar o tempo, bastava conquistar o sorriso de seu garoto, o tempo parava/para com aquele lindo sorriso, e a cada sorriso conquistado ele se fortalecia/fortalece.Vader tornou-se um homem poderoso e percebera que além de sua família, mais alguém estava próximo. Na verdade, ele nunca esteve só, como em alguns instantes de sua vida ele havia imaginado. Havia alguém supervisionando seus passos, ajudando-o sempre, mesmo de forma mais discreta e percebeu que mesmo quando refugiado nos olhos do filho, esse alguém sempre esteve/está lá, e era/é o seu maior e melhor amigo........Deus.

sábado, 18 de outubro de 2008

Barbamente Cheio

É com o saco bem cheio, como dizia o antigo integrante do famigerado “Mente Fraca”, O_Pensador, que eu retorno a esse espaço parlador pitoresco para afalcoar as diferenças que notamos quando decepamos nossos espessos e opacos pêlos das nossas caras de bolachas doce.

Geralmente, quando arrancamos mecanicamente nossos cabelos, com akeles barbeadores ulta-powers-shot-soft-irons, nós notamos que aparentemente diminuímos alguns anos na escala da fisionomia temporal e também aparentamos uma fisionomia mais límpida e sem disfarces escondidos por trás de uma barba bem cheia e grossa(cheia de falha e grossa de suja).
Isso poderia se um ponto positivo e uma regra para que nos nunca deixássemos nossos pelos naturais encobrir nossos sedosos e rudimentares rostos de feição cansada e cheios de buracos de cravos eternizados pela insolação diária da nossa região, mas temos outros pontos pra avaliarmos o verdadeiro papel da barba.

Dependendo do ponto de vista e da avaliação sociológica de quem tem o privilegio de escolher entre ficar com uma barba ou não, essa visão de que ficamos mais jovens e esbeltos com os nossos rostos desnudos e límpidos decai e deixa de ser lógica.

Ter uma barba ou optar por deixá-la crescer, ou então não cortá-la, também gera diversas peculiaridades benéficas a quem escolhe essa peluda opção. Diferentemente de uma cara sem pelos, a feição cabeluda das nossas cabeças ambulantes, gera um tipo de moral inconsciente entre quem tem uma barba e quem entra em contato visual com ela, deixando um ar de respeito e amadurecimento corporal.

Além disso, uma barba compactada ou até mesmo um barba em seu estado inicial de desenvolvimento, gera um frisson físico internamente entre a maior parte das mulheres quando é friccionada em seus corpos sensíveis, aveludados e cremosos pela aplicação de loções estéticas para embelezamento em longo prazo. Assim sendo, podemos também definir a barba como um componente sexual nas relações entre homens e mulheres e também uma arma de sedução e prazer em um hetero e saudável envolvimento voluptuoso.

OBS: Texto desenvolvido ao som do biriteiro, brega e boemio do famigerado cantor mossoroense Bartô Galeno.

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Reaparecimento de Vader, o Maléfico obscuro

Depois de longos períodos desaparecido entre os matagais ressecados e tortuosos da caatinga esturricada pela temporada de estiagem do sertão nordestino, o ilustre e intergaláctico integrante do O Burralho, Vader, que se instalou em Mossoró para suprir a sua vida com as mais fortes e maléficas energias do universo habitado geradas pelas atividades indústrias da região onde se situa a nossa cidade, voltou a estampar um post revelador, para chamar a atenção, sobre mais uma conjuntura que muitos pensam ser fictícia e mentirosa, mas que pode ser mais uma situação de risco que os cidadãos da cidade podem enfrentar em um futuro próximo e incerto.

Muitos falaram sobre o seu desaparecimento, mas, fontes seguras do burralho falaram que ele estava emcubado em sua ampla, pomposa e tecnológica mansão envolvida em escudos invisíveis e intransponíveis em um lugar de portais tridimensionais em um bairro chique de Mossoró, meditando sobre alguns relatos de visitas de outros seres maléficos que querem usufruir e usurpar a energia magneticamente negativa que emana de toda a parte da cidade para o espaço. Se isso for verdade realmente, devemos nos preparar para uma batalha de grandres proporções nas terras mossooenses entre o mal e a maldade em busca das defesas e de conquistas dee bases energéticas negativas que alimentam a supremacia dos seres maléficos em todos os territórios onde existes habitação de seres inteligentes no universo.

Lost in Mossoró

“Mossoró é o centro de todas energias cósmicas e magnéticas, devo a minha vida a essa cidade!!” Afirma Jack Shephard, em entrevista ao jornal Tribuna Mossoroense. Entrevista essa, que não será publicada por motivos de queima de arquivo, e vocês podem considerar ao pé da letra mesmo!
Zulmira, redatora do jornal, explica que no dia em que seria publicada a entrevista, ela havia deixado o arquivo salvo em seu computador pessoal, mas pelo que ela afirma, alguém destruiu o arquivo simplesmente explodindo o seu computador.Para que vocês não fiquem boiando tentarei explicar alguma coisa dessa história.

O Dr. Jack Shephard é um dos sobreviventes do vôo 815 da Oceanic Airlines. Uma terrível tragédia em que os sobreviventes ficaram presos em uma ilha paradisíaca e cheia e mistérios. Lá eles passaram por maus bocados e quase foram mortos pelos nativos da ilha (Os Outros) e também pela equipe que eles imaginavam estar lá para resgatá-los.

Mas voltando ao assunto que interessa, Jack estava passeando por terras mossoroenses, mais precisamente no vuco-vuco, quando foi reconhecido e abordado por fãs.
Como a equipe do Burralho é sempre pro ativa e somos sedentos por qualquer tipo de informação que possa causar dúvida em sua veracidade e até mesmo medo nos mais duros e frios corações. Conseguimos colher algumas informações do Dr. e uma delas é provavelmente a mais chocante de todas. Ele nos pediu segredo, mas como nós não somos baú para guardar segredos, decidimos revelar essa bomba. Existe uma réplica em miniatura da cidade de Mossoró em uma das estações da Iniciativa Dharma que se localiza na ilha misteriosa. Lá, pelo que explica Jack, alguém possivelmente estava arquitetando algum plano maquiavélico contra a nossa tão amada cidade. Por isso ele decidiu viajar até aqui para averiguar pessoalmente.
Jack, depois do encontro com a equipe do Burralho, desaparecera sem deixar rastros, e olha que ele foi perseguido por algumas raparigas infames e desavergonhadas que por aqui habitam hein?
Ontem, ao fazer compras no Hiper Queiroz, eu vi um rosto conhecido que surgira entre as latas de extrato de tomate. Seria algum dos carinhas maus da Ilha de Lost? Seria esse vulto, essa pessoa misteriosa responsável pela explosão do computador pessoal de Zulmira, a Redatora? Quem será que vai ficar com a Kate no final disso tudo? O jack? O Sawyer? Ou eu? hauhau

quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Burocracias contemporâneas é o começo dos finalmente?

Por incrível que pareca, se analisarmos profundamente e com frieza os processos liberativos de documentos de diversas naturezas e que não são tão úteis, podemos chegar a conclusão de que quanto mais a tecnologia avança e se mostra uma opção para desburocratizar os diversos processos documentais que organizam a nossa sociedade, mais aumenta a burocracia e mais difícil se torna conseguirmos alguns documentos fuleragens que precisamos para viver em harmonia com as leis vigentes e aplicadas a todos os que fazem parte da grande massa de simples cidadãos da plebe urbana.

Por essas e outras é que muitas pessoas se tornam fora da lei e descumpridores de normas e legislações. Muitas dessas leis foram criadas pelos primeiros bárbaros carancudos cafeeiros que integraram os primeiros anos dos governos sub-republicanos no nosso país, que ainda exalava por todo globo terrestre um grande cheiro de café conelon triturado e torrado com pequenos pedaços de cascas de outras plantas marginais ressecadas para aumentar o peso da saca de café e conseguir mais lucros imediatos.

A caduquice da legislação está servindo apenas para entravar o processo tecnológico que a sociedade humana experimenta de maneira desenfreada na atualidade do nosso mundo e se isso não mudar os povos que moram na camada inferior da biosfera, irãoão se aprimora rapidamente em suas ciências subversivas e poderão disseminar as suas idéias malévolas de aniquilação de seres que precisam de raios solares para sobreviver entre os seu lideres e, certamente, virão invadir as nossas cidades, começando por Mossoró, para iniciar a aniquilação dos organismos solarizados e instaurar um reino de trevas na terra instalando seus satélites e máquinas bloqueadores de raios solares na estratosfera terrestre para impedir que a energia do sol chegue até a atmosfera global e acabar com tudo, até com O Burralho.


Triste fim :D euhaeuaeuh.


quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Desopilando as concentrações

Ultimamente estamos redescobrindo que a real serventia dos dias que ficam entre os tão esperados domingos semanais é proporcionar prazeres intensos e confortáveis as pessoas que se dispõem a aproveitá-los com o oferecimento de divertidas noites de descontração, pequenos exercícios de viramento de copos, deglutinação de pedaços de carnes frescas assadas, expulsão de bebos pertubadores da paciência alheia e momentos de altos papos sem utilidade sobre a captação de água salobra de poços perfurados próximo a cemitérios indígenas, a cadeia produtiva do ouro preto energético extraído através de caules de arvores frutíferas do sertão, a formalidade indiscreta de pessoas ligadas aos movimentos sexuais suburbanos revolucionários, as principais conjecturas futebolísticas sintonizadas com as rebeliões de concentrações arbitrarias do passado, presente e futuro e também as novas formas de vida e mutações humanas geradas com o avanço da nano tecnologia e polímeros sintéticos utilizados por grandes indústrias polifatureiras do inverso mercado robótico oriental multi polarizado.

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Realizações dentro da ociosidade

Nos, mesmo estando em discordância com esse estado de inércia exagerado que vivenciamos quando somos atingidos pela ociosidade cotidiana e momentânea da nossa atribulada vida contemporânea determinada pelas inversões, avanços, retornos, voltas e saltos para o alto e para baixo das relações e interesses capitalistas ao redor do espaço na neoglobalizaçao, temos que admitir que esses momentos de dormência produtiva é algo necessário para o desenvolvimento de vários pensamento e diversas táticas essenciais para a nossa sobrevivência nesse ultrajante meio social em que estamos enclausurados.

Parece que é exatamente nesses espasmos mentais de incertezas motoras e ideários ilusionistas que a nossa massa cinzenta e cheia de gosma repleta de inteligência se movimenta e libera algumas das nossas maiores idéias e conclusões reais e sobre assuntos que estamos em processo de entendimento. Além, disso, através desses momentos, conseguimos destrinchar e revirar as nossas aporrinhações, e com isso, podemos chegar a prováveis soluções para problemas de grande ou de pequenas proporções que estão entravando, de algum modo, alguma ação simples para melhoramento ou avanço das relações com as outras pessoas, com as nossas atividades profissionais, com as nossas finanças, com as farras, enfim.

As soluções para os nossos problemas podem estar dentro da nossa mente e agente ainda nem parou pra pensar q isso pode existir, e se pensou, ainda não sabe como ativar esse poder real das nossas cocurutas incrustada, pelo lado de dentro, com o lodo inservível do modo de vida estampado pelo modo capitalista da nova ordem mundial.

A única conclusão que chegamos a partir dessa descoberta interior foi que o ócio é altamente saudável e que temos que tentar usá-lo com muito mais freqüência para meditarmos nossas inquietudes diárias causadas por falta de dinheiro pra torrar com o que der na vontade, por divergências pessoas, por problemas acadêmicos, por professores intratantes, por mordidas de insetos sanguinários e produtores de substancias viscosas e açucaradas, por irritabilidade de transito ou de outros motoristas, assim como também por algumas outras diversas bucetagens que nos deixam descontrolados por algum momento. Somente assim poderemos ser pessoas melhores e contribuir para o grande plano judaico-cristão, escrito nas tribunas eclesiásticas das grandes montanhas antigas e já intemperizadas do calabouço localizado no Lajedo de Soledade, nas proximidades da cidade de Apodi.

Em uma de suas partes, está escrito que temos que perdoar os ladrões das nossas casas, as prostitutas larapias, os malfeitores urbanos, os políticos difamatórios, os falsificadores de notas de 2 reais, os cobradores de impostos urbanos, os motoristas indecisos, as meninas que querem dar e na hora “H” dão pra traz, os crentes quentes, ao cachorros latedores, os garçons que servem cervejas quente, a pedra dentro da comida e a preguiça dos gatos caseiros na mesma rapidez com que uma bala de pistola de fabricação russa sai de sua cápsula.


Tava tão bem feito, ae baguncei no final aehaehueuh Ócio é saúde. :D

domingo, 5 de outubro de 2008

Eleições 2008

Finalmente chegou o dia de perdermos o nosso valor que o sistema de eleições democráticas nos proporciona. Depois de assistirmos e de ouvirmos as ladainhas, cachorradas, mentiras, fofocas e difamações dos programas eleitorais na televisão e no rádio e de conhecer as “propostas”, as “caras”, as “boas vontades”, a “opção sexual”, a “força física”, a “profissão”, o “buraco de onde saiu” e diversas outras coisa dos candidatos,, estamos chegando ao fim desse processo indecente, mas ainda veremos mais algumas fuleragens no processo de votação. Ainda nesse dia, gente vai ser presa pra passar o dia enchiqueirado em um local cheio de baba ovo dos políticos, pessoas vão abrir cacetes e discutir pelos políticos, outras vão acompanhar o seu candidato na hora da votação e tumultuar as seções eleitorais, vão beber na rua fazendo boca de urna com cerveja, cachaça e tira gosto esperando o resultado da votação, enfim o dia é cheio de variações políticas.

Em Mossoró, como sempre, tudo é diferente. O exército brasileiro, único e forte, disponibilizou um batalhão completo com cerca de 6 mil homens, 2 tanques Scorpions Tupinicanios e 1 Helicóptero Devastacion Rebelacions para conter qualquer tipo de insurreição popular de caráter comemorativo pela crise financeira nos Estados Unidos e também alguma tentativa de revolução socialista totalitária dos participantes de uma comissão tripartite secreta formada por flanelinhas, donos de bares do beco das frutas e anciões remanescentes do alto do louvor, dentro do território urbano do município. O povo vai votar no meio de tanques, carros com soldados armados com fuzis, e quando olharem para o céu pra contemplar a beleza da natureza verão helicópteros sobrevoando suas cabeças, sem dúvida, é emocionante.

sábado, 4 de outubro de 2008

O Burralho – Versão 3.0

Falta de postagens, mais uma vez isso aconteceu, e como vocês podem perceber, observando os lapsos de tempo existente entre as datas das postagens do blog, deixamos de escrever por um longo período no nosso inigualável instrumento de publicação de mentiras e outras coisas mais.

Sem entrar em detalhes, devemos deixar claro, que isso é causado por vários fatores, mas a causa imediata dessas lacunas temporais nas postagens, sem nenhuma dúvida, é a falta de tempo ocasionada por uma vida corrida, em que o tempo livre de obrigações é queimado com atividades mais prazerosas, indecentes, etílicas, e excitantes do que escrever alguma coisa para despejar nesse ruminante território.

Mas isso não é uma lastima, até porque, nada mais do que justo do que se gastar o tempo descontraído realizando coisas de maior valor pessoal, mas mesmo assim, não sendo uma obrigação formal, não nos sentimos bem com nós mesmo sabendo que o nosso espaço, por mais que seja inútil, aeuhae, não está mais sendo cultivador de ideários revolucionários, risos incontidos e gaitados e repúdios burgueses.

Exatamente por essa falta de paz interior, recriamos o nosso “O Burralho”. Apresentamo-lo agora em nova roupagem e em uma nova versão, a 3.0. Com isso, esperamos receber maior respeito tecnológico, jornalístico, literário e afrodisíaco para garantir que as nossas exacerbadas estórias futuristas, irreais, imorais e difamatórias sejam visualizadas em todo espaço virtual interplanetário, chegando até as massas mais longínquas do espaço extra-planetário, dos picos gelados e das fossas abissais de toda a parte do incrédulo universo descrito nas escrituras hebraicas antigas de um passado remoto da 2º era glacial da terra jovem.

sábado, 23 de agosto de 2008

Lenda Japonesa em Mossoró

Após alguns dias de angariação de informações, dados e historias incabíveis, voltamos a descrever episódios veridicamente desconfiáveis nesse blog extrapolado de entulho culturais e assoberbado com idéias desassistidas de nexos reais e concretos.

Como sempre, Mossoró nunca para no tempo. Agora, nas noites mossoroenses, as pessoas estão visualizando, com freqüência, feixes de luzes irradiadas do espaço que cortam o céu e ofuscam os olhos grandes, curiosos, invejosos, incrédulos, falsos e cruéis dos habitantes dessa cidade corroída por vários aspectos políticos, principalmente, e também por questões de segregação social, religiosa, econômica e cultural.

Alguns discípulos de uma seita secreta que tem uma filial em Mossoró, denominada “Seguidores do supremo guardião da bíblia galáctica”, que acredita que “O Fantástico Jaspion” e o seu pai de criação, Edin, são os deuses mais poderoso que existem em todo o universo expandido, está em estado de alerta e intensificando suas maratonas de orações, pois eles desconfiam e temem que esses feixes atraiam o ser que reúne todas as energias malignas e negativas do universo para Mossoró, o terrível e malvado Satan Goss.

Eles dizem descontraladamente e repetitivamente, que a lenda que fala na volta de Jaspion para um confronto final com Satan Goss, nas estação das artes, no centro da cidade, irá se tornar realidade, pois Jaspion está atento para essas luzes que estão cortando as noites obscuras da cidade de Mossoró. Os feixes radiantes luminosos, estão apontando exatamente para as chopanas onde residem as 5 crianças irradiadas pela luz, que juntamente com um bebê, farão fazer surgir o passaró dourado Mossoroense, que para eles é a única força universal capaz de derrotar definitivamente Satan Goss, o senhor de todo mal do universo.

Relatos dos mais fanaticos, evidenciam a passagem relampago sobre a cidade da nave Daileon, que se transforma no robo de combate de Jaspion, o Gigante Guerreiro Daileon. Além disso, eles descrevem tambem algumas aparições em certos festejos culturais da cidade de Kilza, A Bruxa Galática. Ela, após ter sido atingida pela Espadium Laser com o golpe Cosmic Laser, ressusitou e está promovendo eventos nas comunidades abastardas nas imediações do bairro Santo Antônio, incentivando o seu canto mágico maligno, “Berebekan Katabanga” e a sua finalização "Kikeráá!!!.

Como diz a lenda, o combate final entre Jaspion e o Satan Goss será visto e vivenciado na Estação das Artes e Durante a luta o Pássaro Dourado aparecerá e se tornará uma espada gigante para ser usada por Daileon contra seu inimigo. Como no outro combate, haverá também um enorme terremoto e surgirá do chão um ovo gigantes que emanará a luz dourada e irradiante que dará à espada de Daileon a força suficiente para aplicar o golpe final, Daileon Cosmic Laser, e derrotar definitivamente Satan Goss e todo o mal q o acompanha.

domingo, 10 de agosto de 2008

Adicionando Palavra - Discórdia

Depois de vácuo temporal, em que deixamos de clicar o botão de publicação do famoso Blogger.com, estamos voltando a postar nesse brog imediatista e sem nexo real para retirar as teias de aranha e bater a poeira que tomou de conta desse espaço supremamente viciado, que ainda emana ondas radioativas do grande Big Bang para o espaço sideral.

Mais uma vez, estaremos descrevendo um fato baseado nas aspirações inquietantes das negociações surreais e malévolas da dinâmica (palavra adicionada no post em homenagem a uma vida evoluída que exerce uma faceta prendada e cosmopolita) mente humana com o intuito de disseminar a discórdia, a ganância, a indecência, a luxuria, a cachorrada, a cafonagem e também a fuleragem em termos gerais.

Hoje quando pensávamos em escrever um texto para publicar, surgiu uma duvida cruel, o que será que podemos descrever para gerar problemas e desacertos entre o maior numero de pessoas possível e ideologias sociais, políticas e religiosas?

Ainda com essa dúvida, achamos um novo comentário, anônimo, na postagem do dia 26/04/08, que tem como titulo imediato uma pergunta, DEUS PAROU O SOL? Nesse post nos descrevemos um fato extremamente mentiroso e fictício, em que levanta-se a idéia que existe um vácuo de 1 dias na historia da humanidade e onde envolvemos religião, ficção cientifica, mitologias de povos antigos e modernos e varias localidades e também seres poderosos e governantes supremos que estão ou estararão entre nós nos dias atuais ou no dias quentes do futuro próximo.

Nesse comentário, assassinado por Indaléssio Costa Rodrigues, está descrito o seguinte:

Ao tomar conhecimento do texto acima, onde diz que a NASA, provou a veracidade de um fato na BÍBLIA.Quero manifestar minha opinião sobre o assunto:O meu parecer sobre o caso é o seguinte:Em primeiro lugar a NASA errou nesta afirmação, vou explicar por quê! Jesus ensinou no evangelho de João Capítulo 11versículo 9 : Não são doze horas o dia?O dia não tem 24 horas, mais sim 12 horas.o dia e a noite somam juntos = 24 horas.O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro.O sol se deteve no meio do céu ao meio dia, portanto já havia passado 6 horas quando Josué orou e o sol permaneceu parado “Quase um dia inteiro” (Josué 10-13) significa quase 12 horas.6 horas + 12 horas = 18 horas E não houve dia semelhante a esse, nem antes nem depois dele ( um dia de 18 horas).Segundo Livro dos Reis 20:8-10 onde a Bíblia diz que Ezequias, que estava moribundo, foi visitado pelo profeta Isaias, o que lhe disse que ele não morreria.Ezequias não acreditou e pediu-lhe por uma prova dizendo-lhe: Adiante a sombra dez graus ou retrocederás dez graus, mas que a sombra não volte os dez graus.Dez graus são exatamente 40 minutos.A minha conclusão é esta: As duas passagens bíblicas somam 6 horas e 40 minutos a mais no calendario,Portanto não falta um dia, mas sim sobra 6 horas e 40 minutos a mais.A afirmação da NASA que falta um dia no calendário é um equivoco.Indaléssio Costa Rodrigues

Autor dos sites:


http://www.cronologiabiblica.xpg.com.br


http://www.cronologiabiblica.v10.com.br


Quando vimos isso, imaginamos como as pessoas podem gastar seu tempo fazendo cálculos sem sentido baseados em uma historia exarcebadamente fantasiosas e cheia de lacunas de veracidade concreta eauhaeuaeuhe q merda!!!

A partir disso, descobrimos a melhor forma de criar casos de guerrilha e a discórdia entre as pessoas. Sem pensar muito, identificamos q a religião é a chave da intriga entre os povos, as pessoas e as mentes alienadas que vivem sobre a superfície dos continentes emersos da terra.

O Burralho, agora vai entrar em outro modulo de insanidade virtual ilustrativamente caótica. além das palavras “Mentiras e Difamações”, vamos adicionar no titulo inicial do Blog a palavra discórdia, pois temos que nos acostumas a viver e sempre buscar conflitos para que a raça humana evolua de uma vez e chegue a um nível social ótimo ou então se tore e exploda toda de uma ligeira e rápida vez.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Bear Grills Vs Quadrilátero Mossoroense

Que Mossoró é cercada por coisas estranhas, isso todos sabemos. Que ultimamente, a cidade tem se tornado palco para os acontecimentos mais bizarros, isso também nós sabemos. Os últimos casos mais estranhos e obscuros envolvendo os pacatos cidadãos de nossa amada cidade : Sangueoduto e os traficantes de órgãos, O Quadrilátero Mossoroense.

Conforme havia comentado posteriormente, para desvendar o mistério do Quadrilátero, Bear Grills, foi convidado para enfrentar e vivenciar essa mais nova aventura para sua carreira. Para quem não o conhece, ele é o protagonista do programa “À Prova de Tudo”, onde ensina aos telespectadores como sobreviver às situações mais inóspitas e delicadas nos locais mais perigosos do planeta. O deserto do Saara, Patagônia, Picos Gelados do Ártico, são alguns desses locais onde ele ensinou suas técnicas de sobrevivência, aliás, em um desses episódios, mais precisamente o que se passa na África, Bear explica sobre a dificuldade de se conseguir água naquele local, então ao se deparar com as fezes de um elefante, ele se lembrou do que um patrulheiro o havia ensinado para não morrer desidratado na África e em condições extremas, então ele espremeu as fezes do elefante para poder beber-lhe os fluídos, pois de uma forma ou de outra, é liquido e serviu para hidratar seu corpo. Tomando esse exemplo, refleti bastante e cheguei à conclusão de uma forma tão barata e eficaz para hidratar a minha sogra, as fezes dos cães sarnentos de Mossoró.

Bear saltou de pára-quedas, na última sexta-feira, dia 11, em pleno centro de Mossoró. Ele trouxe consigo apenas uma faca, um cantil e a mini-câmera, afirmando ser o necessário para nos mostrar como sobreviver no Quadrilátero Mossoroense.

Não poupando suas energias, Bear seguiu a pé até o bairro Bom Jesus, local onde se encontra o misterioso Quadrilátero. Ele chegou à entrada do bairro sem a ajuda de ninguém, se guiando apenas pelo Sol.

A equipe do O Burralho acompanhou Bear até as proximidades do Quadrilátero, e ao se aproximarem, podiam sentir as vibrações que emergiam do local. Após cruzar a linha imaginária que desenhava uma das bordas do Quadrilátero, Bear desaparecera em meio a uma pequena tempestade de areia que se formara naquele local. Perdemos todo contato com ele. Uma equipe de resgate ficou a postos no local.

O final de semana passou e nenhuma notícia foi dada até que às 10 horas do dia de hoje, a equipe do resgate foi acionada. Biscates trambiqueiras haviam visto o corpo de um homem às margens do rio Mossoró. A equipe do resgate, ao chegar ao local, confirmou que o corpo era de Bear, mas ele estava apenas inconsciente. Após ter sido reanimado, e em estado de recuperação no hospital da Hapvida, ele aparentava estar a mais de meses desaparecido, sua barba estava longa e estava com várias escoriações pelo corpo.
Semi-consciente ele balbuciava palavras sem nexo e pediram mais tempo para que ele pudesse se recuperar.

Em torno das 13:00, ele pediu para falar com a equipe do Burralho.
Entrevista:

Burralho: -E o q vc tem a nos dizer Bear, sobre o Quadrilátero?
Bear : -Aquele lugar é o pior dos lugares que já andei e conheci, nunca havia vivido uma experiência como essa.
Burralho: - E o q vc viu? Como vc fez para sobreviver? Se alimentar... etc
Bear: - Parecia que não tinha fim, eu andei dias e dias, cruzei montanhas, me encontrei com um pessoal esquisito com olhos vermelhos, todos uniformizados com o emblema da empresa estampado nas costas, V&D Sangueoduto S.A, passei algum tempo em companhia deles mas logo os deixei, eles me olhavam de forma estranha. Bem, me alimentei de insetos, larvas, pequenos coelhos, lagartos, e comi até uma rapariga véia que se banhava em um lago, Juliema, jamais me esquecerei dela...
Burralho: - Vc conseguiu filmar tudo?
Bear: - Filmei tudo! Inclusive venderei os vídeos no Vuco-Vuco, pois fiquei sabendo que dá mais grana fazendo assim, e venderei o vídeo da Juliema para as Brasileirinhas.

Espero que ele consiga o que tanto deseja e aguardaremos ansiosos pelo vídeo para aprendermos as técnicas de sobrevivência e raparigagem de Bear.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

O Quadrilátero Mossoroense

O Triângulo das Bermudas é uma área de 3.950.000 quilômetros quadrados no Oceano Atlântico, circundada pelo litoral do sul da Virgínia e Flórida, as ilhas Bermudas as Grandes Antilhas. A região notabilizou-se como palco de diversos desaparecimentos de aviões, barcos de passeio e navios, para os quais popularizaram-se explicações extrafísicas e/ou sobrenaturais.
Relaciono agora alguns dos casos que envolveram o Triângulo:



- 1840 - Rosalie - embarcação francesa encontrada meses após o seu desaparecimento, na área do Triângulo das Bermudas, navegando com as velas recolhidas, a carga intacta, porém sem vestígios de sua tripulação.



- 1880 - Atlanta - Fragata britânica, desapareceu em Janeiro, com 290 pessoas a bordo.


- 1945 - Vôo 19 ou Missão 19 ("Flight 19") - esquadrilha de cinco aviões
TBF Avenger, desaparecida em 5 de Dezembro.



- Um Cessna 172 é "caçado" por uma nuvem, o que resulta em funcionamento defeituoso de seus instrumentos, com conseqüente perda de posição e morte do piloto, como informaram os passageiros sobreviventes.



- Ruan Pablo, ilustre morador de Mossoró, voava com seu jatinho pela área do triângulo quando disse haver perdido contato com a mãe pelo rádio. Os relógios pararam e o jato foi envolto por uma nuvem, fazendo assim ele perder toda visibilidade, minutos depois ele fizera um pouso forçado em um campinho de futebol no bairro Abolição 3. Depois desse episódio ele entrou para uma igreja evangélica e nunca mais ousou entrar em um avião.




Esses são alguns dos inúmeros casos misteriosos que envolvem o Triângulo das Bemudas. Mas algo mais aterrador e bem próximo de nós vem gerando intrigas, desavenças e até mesmo violência entre os cientistas, políticos, traficantes, transeundes, Emos e até mesmo os Capitães do Mato que vivem na cidade de Mossoró. O Quadrilátero Mossoroense.




O Quadrilátero Mossoroense possui uma área de 3 km quadrados e se inicia no Bairro Bom Jesus e cobre uma área envolvendo os bairros próximos.
Recentemente vários veículos ao adentrarem a área do quadrilátero se chocaram contra paredes invisíveis ou simplesmente em outros veículos, bicicletas se desgorvenaram, pessoas e aviões desapareceram, bússolas indicando posições desnorteadas, relógios indicando horários confusos, mulher feia virando mulher bonita, homen virando lobisomem...e muitos outros acontecimentos geraram transtornos à massa capitalista geo-narcisista política de Mossoró e tbm as outras classes.



Uma das possíveis explicações para estes fenômenos são os distúrbios que esta região passa, no campo magnético da Terra. Outros atribuem os acontecimentos à forças sobrenaturais e místicas. Extra-Terretres, Al Qaeda, Sadam, Hitler, Muhamed Ali, Mel Gibson, Fofão, Vovó Mafalda e a equipe de produção de O Burralho tbm foram indicados como possíveis autores dos acontecimentos inóspidos que envolvem o Quadrilátero Mossoroense.

Bear Grills, o protagonista do programa de Tv americana (À Prova de Tudo) do canal Discovery foi convocado pelo Líder comuntário do Bairro Bom Jesus para conseguir desvendar os mistérios do Quadrilátero Mossoroense. Será que ele sobreviverá?Conseguirá ele nos dar as respostas que tanto ansiamos? Vamos torcer para que ele venha logo.

segunda-feira, 7 de julho de 2008

Trabalhadores indisciplinados aperucados

Relembrando o passado, muitos casos absurdos e difamatórios já foram abordados nesse espaço inescrupuloso e arraigado de assuntos que geram interrogações nas mentes alheias. O que surpreende é que, por mais incrível que pareça, pessoas ainda lêem o que está sendo descrito nessas linhas textuais inúteis.

Agora, estamos postando novamente para denunciar mais um caso de incredibilidade social. Desta vez, trata-se de uma trupe de aperucados que estão abordando pessoas de boa índole nas ruas da cidade em cima de um caminhão carregado com materiais cobertos por uma lona suja e fétida. Aparentemente, esse caminhão em que os facínoras com perucas diversas se locomovem é contratado a serviço da Prefeitura Municipal de Mossoró, pois nele existe um adesivo que demonstra à prestação de serviço a prefeitura da cidade.



A ação deles é continua e diariamente, ao termino do expediente em um serviço ainda não desvendado, eles sobem em cima da lona que encobre os materiais transportados, colocam suas perucas multicoloridas em suas cucurutas suadas e empoeiradas e saem em seu trajeto mangando das pessoas que vão encontrando no meio do caminho. Ninguém escapa da zombaria desse bando de indisciplinados, eles atormentam mulheres gostosas que passeiam na cidade, meninos que estão curtindo sua infância, velhinhos e velhinhas que pastoram e exercitam suas vistas sentados nas calçadas escaldantes do final da tarde mossoroense e também brigam, chingam e dizem palavras de baixo calão como: Porra, Caralho, Buceta, Tabaca, Merda, Filho da Puta, Rapariga, Imundo(a), Cara de cú, e outras coisas mais com todos que vêem nas ruas da cidade.

sexta-feira, 4 de julho de 2008

Doação & Boa vontade - Máfia Sanguinária

Atualmente, é raro visualizarmos ações individuais que geram o bem estar ou melhoria de vida para outras pessoas sem nenhum interesse capitalista obscuro e indecente. Podemos exemplificar essas ações desinteressadas enfocando dois casos clássicos de atitudes louváveis, que é exatamente a doação de sangue para atender vitimas de acidentes graves ou de doenças específicas e também a doação dos órgãos saudáveis após a morte para salvar a vida de pacientes terminais com problemas de insuficiência das suas entranhas debilitadas por problemas orgânicos diversos.

Mas infelizmente, como tudo, na sociedade Mossoroense, contemporânea e cosmopolita, é corroído pelo tráfico de oportunidades, de influência e pela corrupta conjuntura encabeçada pela máquina geradora de capital, essa boa vontade de ajudar o próximo que algumas pessoas guardam em si gera boatos e fatos que demonstram que mesmo que a boa ação tenha sido gerada por um sentimento supremo, tudo acaba sendo desviado para o lado negro e lamacento espelhado pela ambição humana.

A ganância supera as boas ações da humanidade, e isso é descrito baseado em uma descoberta recentemente divulgada por um grupo de assistentes sociais, sem certificados, excluídos da antiga faculdade FURN, atualmente UERN, por se rebelarem contra vários desmandos que queriam enchiqueirar as idéias modernistas desenvolvidas para dinamizar as relações sociais e econômicas e assim conseguir desmontar a sociedade de classes e simultaneamente diminuir a desigualdade social.

Esse grupo de estudiosos identificou, através de técnicas modernas de radiografia geológica e estudos de ondas sísmicas geradas por conjuntos de alto-falantes desenvolvidos com produtos biodegradáveis, que existe uma máfia obscura e sanguinária que distribui sangue advindo de doações através de um sangueoduto que se inicia no centro da cidade de Mossoró e se ramifica por vários pontos de coleta de doação de sangue na cidade e segue por apenas uma via principal e que não foi identificado ainda o seu final.

Além disso, os excluídos da FURN, também denunciam que existe um sistema paralelo e ilícito de transporte de órgãos para várias regiões inóspitas do mundo que se inicia em Mossoró. Tudo funciona como uma produção industrial. As partes humanas coletadas na região são levadas para laboratórios de fachada que as embalam de maneira apropriada e envia a encomenda para outros lugares dentro de carros fortes modificados. Esses carros, por sua vez, também são apenas fachada. Foram modificados para se tornarem verdadeiros centros de transporte de mercadorias humanas e também servem para recuperar possíveis órgãos danificados.

Ainda não se sabe ao certo o paradeiro final desse sangueoduto e também desses órgãos sadios e recuperados, mas as primeiras pistas encontradas demonstram que o sangue coletado por viaturas do hemocentro e pelos centros de coleta da região marginal a cidade de Mossoró vai diretamente a um lugar montanhoso da Europa oriental, onde existem várias lendas sobre vampiros nobres que durante milênios se alimentam com os sangues mais nobres do mundo. E em relação aos órgãos as primeiras evidências do paradeiro desse mercado negro, levam a crer que eles estão sendo consumidos por uma sociedade extraterrestre que está instalada na divisa semi-árida entre o Rio Grande do Norte e a Paraíba. Há registro que essa sociedade de outro mundo veio para a terra apenas para se deliciar com as carnes nobres encontradas nos órgãos humanos, juntamente com alguns papa-figos e canibais vindos de antigos reinos medievais desmoronados por revoltas religiosas contra o consumo de órgãos humanos.

sexta-feira, 27 de junho de 2008

The Jument Day ... Façam suas preçes...

A cidade de Mossoró vem despontando no cenário mundial, atraindo estudiosos, cientistas, artistas, vagabundos, alienígenas, nerds, emos, seres míticos de toda parte do globo. O interesse pela cidade aumentou devido ao crescimento de fatos e acontecimentos anormais trazendo assim a atenção de todos do mundo para a nossa cidade. Fato comprovado nos diversos posts anteriores, relatando os diversos casos, fatos e eventos que vem acontecendo na cidade tornando-a única e tão invejada pelos demais povos e civilizações existentes no globo.

Casos estranhos e até mesmos sobrenaturais cercam a população de Mossoró, forçando as pessoas a se preocuparem ainda mais com o seu bem estar pessoal. Antes, as pessoas se preocupariam com as contas no final do mês, com a pensão que tem que pagar para as 2 famílias que tem que manter, com o risco de ser morto ao comprar um pãozinho em uma tarde ensolarada de domingo, se o time do coração não será rebaixado, se a filha vai realmente a escola ou se vai matar a aula com um namorado vagabundo e sem futuro, se o filho realmente sai a noite p ir tentar concluir o ensino médio ou se está envolvido com drogas pesadas e liderando uma gangue extremamente violenta, se vc será aprisionado em sua própria cama, apanhará de uma gangue de gatos maquiavélicos, ou atacado por uma série de borboletas verdes vingativas, ou simplesmente desaparecerá por entre as enchentes sendo seqüestrado por alguma sereia Urbana. Agora, mais um motivo insiste em me tirar as noites de sono. A invasão dos jumentos.

Vcs devem estar se perguntando, como? Pq? Onde? Irei responder todos os questionamentos possíveis, evidenciando os fatos, as provas de que Mossoró será invadida por uma legião sanguinária de jumentos mutantes esquizofrênicos.

Chip Carlson, o conhecido apresentador do programa Life Animal’s do canal de tv, Animal Planet, passou meses na cidade de Mossoró estudando a fauna e gravando um documentário para o seu programa de tv. Chip foi o percussor em um novo formato de documentário. Seu programa é sucesso de audiência e ganhador de diversos prêmios, devido a forma como é passada ao público, a vida dos animais. Ele passa dias e as vezes meses, convivendo com os animais, estudando e filmando o seu dia a dia, isso tudo, sem uma equipe de tv o acompanhado. A temporada de sua série de documentários que bateu recorde de audiência, foi a que ele correu sérios apuros filmando a vida dos babuínos mongóis, animais extremamente violentos. Mas ele mal esperava o que estava por vir.

Passaram-se 45 dias desde o inicio das filmagens do documentário que Chip afirmara ser a revelação do século. Algo havia de estranho na forma como ele vinha agindo, algo aterrador despontava em seus olhos. Ele ficara obcecado pela vida dos jumentos, ele queria concluir as filmagens, e agia de forma insana, assustando os moradores de um povoado indígena remanescente que habitava os arredores da base da Petrobrás. Mas algo não permitiu que ele conseguisse obter sucesso e as merecidas gratificações pela conclusão de seu documentário.

Chip desaparecera misteriosamente em setembro de 1999.
Em seu acampamento, no bairro 1 de maio, os investigadores encontraram suas malas e algumas das fitas da filmagem. Tudo foi levado para análise para que talvez, pudessem encontrar alguma pista do invejado aventureiro e desbravador Chip Carlson.

As filmagens revelam que Chip havia se aproximado de um grupo de Jumentos Nômades e que eles apresentavam uma diferença, eles pareciam compreender tudo a sua volta, sentir, pensar em tudo que estava acontecendo, tornando assim, Chip, um sério risco para a vida do bando. Em uma última cena, ele tentara se aproximar do que parecia ser o líder, porém antes de conseguir ao menos uma maior proximidade, ele foi perseguido e exterminado. Mas felizmente durante a perseguição, Chip derrubara a câmera, que ao cair, foi pisoteada e destruída, deixando apenas a pequena fita de vídeo intacta.

Vocês já perceberam como é grande a população dos Jumentos e como eles insistem em cruzar em nossos caminhos, quase gerando algum acidente, quando transitamos pelas estradas, vias e rodovias de Mossoró? Tudo faz parte de um plano maquiavélico...
Pq estão agindo assim? Pq acabaram com a raça do aventureiro Chip? Temos que nos precaver desse perigo eminente. Precisamos unir nossas forças, pois pelo pouco que venho percebendo, a raça humana corre um grande risco. E agora, quem poderá nos defender?

terça-feira, 24 de junho de 2008

Sentidos Aleatórios


O perigo ronda a nossa vida cotidianamente sempre silencioso e pacato esperando o momento certo para nos surpreender e assim, causar algum problema, seja ele físico, material, sexual, intestinal, hormonal ou emocional, que venha a nos desestabilizar ou até mesmo nos tirar da roda gigante da vida do mundo. Discretamente, ele está embutido, em praticamente todas as nossas ações durante a nossa jornada humana nessa realidade estremecida por diversos aspectos agregadores de valores morais que norteiam a nossa vida até o definhamento do nosso frágil organismo multicelular.

Geralmente quando as pessoas escutam falar em perigo, associam essa palavra a alguma situação que proporciona um risco de algo de ruim acontecer. Fora isso, ela serve também como um meio de pedir a atenção de alguém para alguma determinada conjuntura que pode causar, de alguma forma, algum dano a quem se envolver nela sem os devidos cuidados.

Diante dessa problemática gerada pela palavra “perigo” e considerando os seus sentidos ultrapassados, alguns grupos sociais, obscuros, inseridos na sociedade mossoroense através de portais multicoloridos de energia estática gerada pela queima da mata nativa nas caieiras da região, decidiram criar um simpósio estruturativo e ilustrativo para enfocar uma olhar de uma sociedade modernizada e rica em debates acadêmicos do mais alto nível intelectual, como a mossoroense, para descobrir novos sentidos para a tão famigerada palavra, que sempre gera medo e apreensão nas pessoas, e assim desmistifica-lá do imaginário do povo como algo eminente de coisa ruim.

O simplório simpósio foi publicado recentemente em uma importante revista de circulação cosmopolita denominada Ana Maria. Na revista estão descritos os principais assuntos abordados no encontro, como “A insanidade humana do final do século XX e a contemporaneadade do futebol feminino no velho mundo”, “Instrumentos abrasivos dinâmicos como fonte de satisfação humana, uma utopia vivenciando o passado” e “Localização biopaleontográfica dos marsupiais determinantes na afetividade dos emos e punkeiros”.

Além dos principais tópicos abordados na obscuridade das ruas periféricas e mal iluminadas da cidade, a revista também publica algumas conclusões do encontro e destaca que a palavra “perigo” foi considerada, pelos participantes do simpósio, uma fonte inesgotável de questionamentos planetários e que, nem sempre, ela está associada a uma coisa ruim. Ao contrário disso, concluíram que na maioria das vezes em que as pessoas dizem “isso é um perigo” estão se referindo a coisa boas e geralmente falam a palavra somente para ilustrar que o que pode acontecer é um perigo mas que vai ser bom.

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Camas de aprisionamento

Todos nós sabemos que dormir, em geral, é uma necessidade fisiológica básica do ser humano e que, na maioria das vezes, se por algum motivo, como farras intermináveis, estudos inadiáveis, noites tórridas de amor, sexo e orgias animalescas, eventos profissionais inesperados ou até mesmo pra assistir episódios seguidos do seriado ALF O ETEIMOSO ou então uma triológia de filmes de Hollywood ganhadores de vários prêmios em anos anteriores, ficaremos sonolentos, desatentos e sem coordenação durante o desenrolar do dia posterior à noite perdida, até que não vamos conseguir controlar o sono e acabaremos dormindo em qualquer lugar, já que fisiologicamente, o ato de dormir faz parte da rotina geral esperada pelo nosso organismo. Estamos cientes também, que nos dias atuais, com os altos índices de estresse e de rotinas predatórias, esse descanso diário é alvo de vários estudos de especialistas que dizem que se entregar ao sono pelo menos 8 horas por dia é o essencial para se obter uma vida saudável e com bastante vitalidade durante um grande período de tempo.

Enfim, O sono, em si, é um grande hábito dos humanos. Todos nós estamos fadados a enfrenta-ló e geralmente quando ocorre esse confronto entre a vontade humana e o estado do corpo a sonolência sempre sai vencedora de maneira suprema, ou seja, modo de ganhar do oponente sem sofre nenhum dano na sua integridade inicial, é o chamado PERFECT, para os fanáticos por Street Fight (grande clássico do mundo dos games na década de 90).

Até esse ponto, tudo está dentro dos conformes esperados por todos que visualizam um mundo de muita paz e sem guerras arbitrárias por motivos fúteis. Mas, como a ganância e a criatividade do ser humano para criar coisas malignas é sempre maior do que a vontade de desenvolver beneficiamentos para toda a humanidade, foi descoberto por alguns jovens órfãos e raquíticos Mossoroenses que foram tentar a vida nas fábricas multinacionais de tecnologia da China que alguns grupos de engenheiros de energia e médicos veterinários envolvidos com a maçonaria em âmbito mundial já conseguiram a façanha de desenvolver uma cama que serve como arma controladora de sono de maneira remota.

Os jovens órfãos e raquíticos Mossoroenses fugiram da tirania neocapitalista das fábricas da china com o auxilio de prostitutas industriais que servem os proletários chineses, nos raros momentos de descanso. Ao escaparem, eles trouxeram em suas trouxas, fétidas e sujas, alguns projetos altamente secretos de um grupo de investidores do Rio Grande do Norte que direcionam dinheiro em larga escala para pesquisas que envolvem nanotecnologias e estudos aprofundados do sono. Nesses projetos, surrupiados pelos pobres órfãos, estavam descritos processos industriais automatizados para instaurar, em camas de baixo custo final para o consumidor, energias alternativas, geradas por pequenos chips que são produzidos com minerais extraídos das minas próximas a cidade de Jucurutú / RN e que vão intrinsecamente escondidos nas quatro bases das camas para proporcionar controle sobre o sono das pessoas.

Essa energia, como está descrito no projeto, seria capaz de causar um estado de aprisonamento na cama através do sono. O processo é simples e funciona a partir do momento em que o individuo entra em contato direto com essas camas e começa a dormir. A partir desse ponto, os chips são ativados automaticamente por um sistema de ondas acústicas e quando o usuário da cama sentir vontade de se levantar para praticar alguma atividade que exija total isenção de sonolências, ele sentira um mal estar mascarado por uma sonolência tão forte que irá deitado e voltará a dormi incansavelmente, até que a energia se dissipe de maneira remota a partir da central de controle do experimento tecnológico Chinês.

Acredita-se que o projeto é financiado por pessoas que estão envolvidas diretamente nas atividades, acadêmicas, militares e extrativistas da região que entrelaça Mossoró e outras localidades do estado do Rio Grande do Norte e que ele tem como principal objetivo estabelecer medidas de controle direto da população.

Devemos estar atentos a essas situações que parecem ser questões orgânicas humanas, mas que na verdade escondem conspirações mundiais e sem escrúpulos de grupos que pretendem tomar a frente do controle da humanidade em um curto espaço de tempo.

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Roberto Carlos e Alter Bridge Live in Mossoró

A cidade de Mossoró, cada vez mais, cresce em sentido à riqueza de acontecimentos envolvendo a população de forma boa ou ruim. Mas diante a tantos fatos ocorridos, tragédias, mistérios, e outros acontecimentos que mechem com o sobrenatural, com a nossa mente, com a integridade física das pessoas, nós merecemos algo de bom. E isso irá ocorrer em 25 de outubro de 2008, data de um acontecimento histórico que irá mudar completamente a vida das pessoas, animais, vegetais, mutantes e seres míticos que lutam para dividir o seu espaço nessa maravilhosa cidade.

No dia 25 de outubro, acontecerá na cidade de Mossoró, o encontro de dois colossos da música mundial. Representando o Brasil, ele que é tão amado por nós e por todo o mundo, o rei Roberto Carlos. E no outro lado do córner, quer dizer, dividindo o palco com o nosso rei, a banda que vem cada vez mais conquistando fãs pelo mundo todo, a banda Alter Bridge. O "debut" da banda foi com o álbum One Day Remains ,em 2004, que lançou a banda para o mundo.

O primeiro grande encontro de Roberto Carlos e Miles Kennedy, vocalista do Alter Bridge foi em fevereiro de 2006, no Sea Grill Rockefeller Plaza na cidade de Nova York . Os dois se encontraram ao acaso e a partir desse dia, passaram a sempre manter contato, mesmo que por telefone. Miles em uma entrevista a revista Cover Guitar, disse que depois do encontro com o Roberto, a visão dele pela música mudou e devido a grande amizade que agora existe entre eles, ele compôs a música Ties That Bind em sua homenagem, agradecendo também aos conselhos e dicas para a evolução da banda no cenário da música.

Em uma entrevista a MTV Americana, Mark Tremonti, guitarrista do Alter Bridge, afirma ser fã do Roberto e que a sua mãe possui a discografia completa do Rei. Ele confirma que a banda, irá tocar 4 músicas do Roberto, entre elas: Acróstico, Cartas de Amor, Coisa Bonita e Detalhes. Mas ele revela que poderão tocar também Splish Splash mas tudo irá depender do Miles, pq eles ainda não decidiram se haveria uma quinta música. O Roberto, diferente do Alter Bridge, afirma que eles tem muito que melhorar e que com o tempo, irão amadurecer e ficarão no ponto para conseguirem o status de KING. Ele revela que até gosta das músicas, mas se o Mark não exagerasse nos solos, as melodias ficariam perfeitas. Roberto Carlos confirmou que tocaria as músicas: Ties That Bind, Broken Wings e se o Miles o acompanhasse em um dueto, ele cantaria Open your Eyes.

Ainda não foi confirmado o local para esse evento histórico, mas estipulam a Chácara do Forró, na saída para Tibau. Os postos de vendas para os ingressos em breve serão confirmados mas com certeza, fãs de todo o Brasil, podem começar a separar os trocados e se quiserem fazer suas reservas de ingressos, podem procurar a sede do O Burralho, no centro de Mossoró, próximo à Cabana da Mãe Alzira, em frente a Subestação de Pesquisas Genéticas Termonucleares de Mossoró (SPGTM). Ou podem deixar um comentário confirmando o interesse pelo Monumental Evento.

Já vendi um bocado de coisas em casa e pretendo vender minha sogra para o Centro de Pesquisas Neo-Nazistas de Controle Anti-Terrorístas de Mossoró. Acredito que consigo pelo menos uns 50 merreis nessa treta. E até o dia do show, consigo grana para os ingressos.

sábado, 3 de maio de 2008

Grupo de malfeitores felinos mancomunados

Como toda cidade corroída pela estrutura excludente do capitalismo selvagem e especulativo, Mossoró está tomada por pessoas, animais e vegetais excluídas do processo e das regalias que o sistema de controle estatal proporciona para apenas uma parte da população. Certamente, passamos pelo problema da exclusão social e marginalização promovida por diversos fatores que o poder político-administrativo, associado com as forças do capital, ainda não é capaz de mitigar e muito menos de solucionar. Os poderes instaurados na sociedade humana devem estar atentos a essa situação, já que, isso pode promover a concretude da máxima “socialismo ou barbárie, idealizada e divulgada por marxistas pós-revolucionários, residentes em Mossoró. Ao se falar de exclusão social e marginalização, a priori, passamos a enfocar nossas conjunturas neurológicas apenas para questões associadas ao lado humanístico, já que somos os seres dominantes do planeta e moldamos nele as nossas vontade, sonhos e modo de vida. Mas em Mossoró esse problema está indo além de questões humanas, uma revolta animalesca está prestes a acontecer.

Recentemente alguns biólogos marxistas cubanos pós-revolucionarios, infiltrados entre as diversas camadas sociais mossoroenses, estão registrando fenômenos revoltosos animalescos e terroristas em algumas partes da cidade. Esses acontecimentos estão relacionados a gangues de gatos que estão tentando saquear as riquezas do espaço urbano da cidade para investir em fábricas rudimentares de queijo de manteiga, leite de soja e rolos de linha de seda e assim dominar o mundo. As agressões felinas estão cada vez mais freqüentes, principalmente durante a noite em pequenos estabelecimentos etílicos, onde as pessoas satisfazem seus vícios alcoólicos e se fartam com espetinhos mal acabados e outras guloseimas bizarras. O alvo principal dos malfeitores felídeos são pessoas que estão com grande concentração de álcool no sangue, pois assim eles podem se livrar mais facilmente de reflexos defensivos.


A situação é preocupante, por isso, através de um mapeamento produzido com técnicas de geoprocessamento, os biólogos marxistas pós-revolucionarios socialistas, designaram áreas de risco na cidade, onde a concentração de ocorrências envolvendo gatos, azunhadas, mordidas, mijadas nos sapatos, roubos de pequenos bens materiais está em um índice alarmante. A área mais afetada é a parte onde se encontra a COBAL, pois ali existe muitos bueiros, becos e esconderijos em que os gatos podem estar montando seu QG com tecnologia importada da antiga União Soviética e atualizada por gatos da raça siamês que entraram em contato direto com OVINIS que transportam seres extra-terrestres mercenários especializados em financiar revoluções de raças nos planetas.

Os estudiosos acharam vestígios, em alguns becos escuros, que os gatos estão se organizando e se armando com bombas de gases produzidos a partir de mijo de gato concentrado e curtido, granadas de restos de farofa e espetinhos desperdiçados e uma arma nuclear feita com o enriquecimento radioativo das moléculas da pedra de paralelepípedo que são retiradas das ruas calçadas da cidade. Sabemos que historicamente, quando várias pessoas excluídas de algum meio padrão de vida se juntam, e formam grupos, geralmente promovem revoltas e algumas vezes abalam a estabilidade da conjuntura dominante, mas os estudiosos biólogos marxistas cubanos pós-revolucionarios alertam sobre a revolução felina e dizem que não só pessoas tem o poder da revolução, dizem que os animais e por incrível que pareça os vegetais, também já estruturam e podem voltar a tentar produzir revoltas para dominar o planeta e subjugar as outras espécies

quarta-feira, 30 de abril de 2008

The Killer Dragon

Quem nunca ouviu falar sobre Dragões? Não acredito que exista essa pessoa. Todos já ouviram falar sobre Dragões. Em filmes, livros, músicas; em todos os lugares podemos encontrar algo que esteja diretamente relacionado a esses seres maravilhosos. Normalmente quando pensamos em Dragões, a primeira coisa em mente são aqueles lagartos gigantes alados e que cospem fogo. Esses seres míticos sempre fizeram parte de nosso imaginário alimentando nossos sonhos, fantasias infantis, etc.
Após anos de pesquisa, recolhendo informações através de documentários, pesquisas na Internet e viagens pelo globo terrestre à procura de pessoas e lugares que pudessem enriquecer mais os meus conhecimentos e completar a minha jornada a procura da verdade. Venho através deste, informar a verdade atrás da lenda, a verdade sobre os dragões.

Na década de 80, Dr. Maximilian Well, geneticista, ufólogo, professor, dentista e explorador da Faculdade de Pesquisas Genéticas de Ohio, fez uma descoberta que mudaria tudo o que sabemos e pensamos sobre os Dragões. Desmascarando a idéia de que os dragões eram seres gigantescos e que como nos filmes, eram a fonte de terror e medo entre os homens. Durante anos de pesquisa e exploração, Maximilian havia encontrado fósseis do que ele acreditava pertencer a dragões, estava certo, mas em partes.Algo estava errado com aqueles fósseis. Aparentemente, pareciam pertencer a um dinossauro, mas sabemos que os dinossauros foram extintos a milhares de anos e aquele fóssil, pertencia a um ser que viveu em terras mossoroenses a cerca de mil anos. Efetuando pesquisas mais avançada e de alta tecnologia nano celular, ele concluiu que aquele ser havia sofrido mutações. Comparando o fóssil encontrado em um antigo cemitério indígena na cidade de Mossoró e o fóssil modelo, que ele havia encontrado em uma área devastada do Afeganistão, concluiu que estava próxima a sua descoberta. Na segunda-feira do dia 15 de maio de 1985, acidentalmente, ele trocou os frascos que continham amostras de sangue de sua sogra, com as amostras de um réptil cujo habitat natural é a Ilha de Galápagos. Sem saber da troca dos frascos, ele efetuou testes e pesquisas comparando os cromossomos do sangue de sua sogra, com os cromossomos de um pedaço de tecido epitelial que resistiu através dos séculos, encontrado no fóssil. Concluiu que a sogra era uma forma evoluída de um Dragão.

A notícia foi bombástica, e para não assustar os leigos, religiosos e a população em geral, foi guardado esse segredo até concluírem as pesquisas.
Chegou-se a conclusão que nem todas as mulheres evoluíram dos dragões, somente as privilegiadas conseguiram tal feito. Logo, venho a acreditar que a minha sogra, também é uma forma de dragão evoluída. Por isso quando ela fala, sinto o seu hálito ácido, como se pudesse soltar fogo a qualquer momento.

Chego agora a parte de interesse do post. O que Dr. Maximilian não imaginava é que antes mesmo de sua descoberta, os dragões evoluídos, há tempos vêm sido caçados.
Um antigo grupo, uma seita, uma sociedade como eles se intitulam, vem caçando esses seres através dos séculos. Eles são os KILLER’S DRAGONS.
Passei tortuosas semanas de pesquisas e finalmente, consegui uma entrevista com um integrante dessa sociedade, que me ensinou tudo sobre os Killers Dragons, as classes e como se dividem suas presas, os Dragões.

Os Dragões são dividos em classes e sub-níveis, mas para um resumo, irei passar somente as principais. Os Dragões de classe 1 são aqueles que possuem extrema beleza, top de linha, criando assim uma certa dificuldade para serem caçados. Isso se torna um ótimo disfarce para afastar os predadores, mas apesar de possuírem beleza, se prestarem bem atenção nos detalhes, irão descobrir seus genes draconianos.
Os dragões de classe 4, sub-nível tormentor, são os mais desprezíveis, e os de mais fácil identificação. Em um outro post poderei passar para vocês todos as classes e sub-níveis, habitat e de que, geralmente se alimentam, facilitando assim a caça.

Os Killer’s Dragons são divididos em:
-Master: Aquele que vive cheio de Dragões ao seu redor e os elimina aos poucos.
-Devorator: Ele literalmente devora os Dragões
-Violator: Prefere os Dragões iniciantes, mais indefesos ou simplesmente virgens.
-Carnage: Não discerne as diferenças de classes, caça tudo, devora tudo, mas ainda sim prefere os dragões da classe mais lastimável, os tormentor’s.
-Exploder: Bota pra lascar com os Dragões. Explode mesmo!!!!
-Aniquilator: Como uma metralhadora, atira em vários Dragões ao mesmo tempo, e o que cair primeiro ele ataca.
-Champion: Entra em batalha sem armas nem joguetes. Simplesmente luta desarmado e prefere um corpo a corpo.
-Ultimate: Guerreiro nato, prefere caçar os Dragões de classe 1 devido a dificuldade de serem identificados, mas em períodos de guerra, caça Dragões da classe 3.

Existem outras classes desses temíveis caçadores, mas em um outro post, aprofundarei mais o assunto, Por hora basta refletirmos sobre tudo.
Descobri que a minha sogra é um dragão classe 4, sub-nível Imortality mas espero de coração estar enganado.